julho 15, 2005

A SAUDE: PUREZA, UNIDADE E HARMONIA

Omraam Mikhaël Aïvanhov

saudepureza-li-leger-don-poppy-nine-patch.jpg Causas das doenças: as impurezas
Pode-se atribuir às doenças toda a espécie de causas, mas, na realidade, uma doença, qualquer que seja, tem por origem elementos impuros que o homem deixou introduzir-se nele, no seu organismo físico ou no seu organismo psíquico. Esses elementos que não vibram em harmonia com a parte sã do organismo provocam perturbações. Mas, se se consegue expulsálos ou transformálos, tudo se restabelece. Por isso é que a pureza é tão importante para a saúde mental e física do homem; a pureza quer dizer a rejeição de todos os elementos estranhos ao bom funcionamento do organismo. Infelizmente, quando ouvem falar de pureza, os humanos fecham os ouvidos. A pureza é uma noção que lhes parece estreita, ultrapassada, muito boa para ser respeitada mas só nos conventos, e eles continuam a engolir o que calha: alimentos indigestos, atmosferas poluídas, pensamentos tenebrosos, sentimentos caóticos. Quando compreenderão eles que são estas impurezas que os tornam doentes? Se eles trabalharem para aumentar em si a pureza terão mais saúde, serão mais inteligentes, mais sábios e mais fortes.

Definição da saúde: a harmonia
A saúde é o resultado do trabalho que todos os órgãos do nosso corpo executam em conjunto e em harmonia para o bem de todo o nosso ser. Por isso, quando se introduz no organismo um elemento que não obedece a esta lei da harmonia, ele cria perturbações, e é isso a doença: uma desarmonia. No organismo psíquico ocorre o mesmo fenómeno. Quando, por intermédio dos seus pensamentos, dos seus sentimentos, dos seus desejos, o homem deixa penetrar elementos que não vibram em harmonia com todo o seu ser interior, desse modo ele introduz em si a doença. Então, quando vos sentis perturbados, atormentados, em vez de procurardes causas complicadas para justificar o vosso estado, compreendei simplesmente que deixastes entrar, na vossa cabeça ou no vosso coração, pensamentos ou sentimentos caóticos, tenebrosos. Procuraios e esforçaivos por eliminálos.

« Uma pessoa vem pedir-me um conselho para a sua saúde: ela foi consultar todos os médicos, tomou todos os remédios, mas nada melhora. Eu digo-lhe: "Uma vez que já tentou tudo e nada funcionou, tente agora um remédio no qual não pensou. Todos os dias, ponha-se em harmonia com as criaturas sublimes do Universo, diga-lhes: 'Eu amo-vos, estou em sintonia convosco, quero cumprir a vontade de Deus...' E pouco a pouco sentirá uma melhoria." Se os humanos estão doentes, é porque introduziram a perturbação na ordem interior que a Natureza instalou neles. É por isso que recebem lições: para aprender a restabelecerem a harmonia, pois todo o Universo canta esta harmonia e aquele que não a respeita é rejeitado. »

A prevenção
Imaginemos um homem que possui um carro magnífico: ele mantém-no pondo nele gasolina da melhor qualidade, os melhores pneus, etc. Mas, quando o utiliza, não é prudente nem senhor de si: faz manobras perigosas, acelera a toda a velocidade, trava bruscamente... E o pobre do carro, maltratado, fica rapidamente estragado. Pois bem, a maior parte dos humanos agem assim com o seu corpo físico. Não têm qualquer consciência dessa maravilha que o seu organismo representa, em que oficinas ele foi construído, como ele foi trabalhado pelo espírito e quanto custou ao Criador realizar toda aquela instalação. Vós direis que tendes cuidado com o vosso corpo físico... Talvez, mas isso não chega. Quereis mesmo estar de boa saúde? Sede condutores atentos, previdentes, prudentes, isto é, evitai os estados passionais e os pensamentos e os sentimentos caóticos, que abalam e estragam o vosso organismo.

Os alimentos
Presentemente, uma das principais preocupações das pessoas é poderem alimentar-se com produtos sãos. Claro que é extremamente desejável os alimentos não estarem poluídos; mas é também importante que as pessoas que os preparam estejam conscientes de que os alimentos que passam pelas suas mãos ficam impregnados com as suas emanações e transmitem-nas a todos aqueles que vão comêlos. Os alimentos são preparados com as mãos e as mãos de uma pessoa são os agentes mágicos que transmitem sempre algo da sua própria quintaessência. Os cozinheiros, os padeiros, os pasteleiros, tal como todas as pessoas que fazem todos os dias cozinha para a sua família, devem conhecer esta lei química, mágica. Desse modo, habituarse-ão a tocar nos alimentos com a consciência de que aquilo que têm nas suas mãos vai contribuir para edificar o corpo de pessoas próximas ou distantes, conhecidas ou desconhecidas. É uma imensa responsabilidade. Por isso, vale a pena elas esforçarem-se por preparar os alimentos no melhor estado interior possível, com pensamentos de saúde, de paz e de luz para todos aqueles a quem esses alimentos se destinam.

As relações
Nada do que nos acontece ocorre por acaso. Por intermédio dos nossos pensamentos e dos nossos sentimentos, nós entramos em relação com as entidades, as correntes e os elementos do espaço que correspondem a esses pensamentos e a esses sentimentos, e acabamos por atraí-los. É assim que se explicam a saúde e a doença, a força e a fraqueza, a inteligência e a cegueira, a beleza e a fealdade, etc... É o homem que atrai todos esses estados físicos ou psíquicos. Por conseguinte, se vos deparais com grandes dificuldades neste existência é porque, no passado, com a vossa ignorância, atraístes elementos malsãos, defeituosos. Então, agora que conheceis a verdadeira causa de tudo o que acontece na vossa vida, decidi-vos a trabalhar sobre os vossos pensamentos e os vossos sentimentos. Desse modo, ligarvos-eis às entidades e às regiões mais luminosas e mais puras do Universo e recebereis delas todas as qualidades de que necessitais para vos reconstruirdes: a beleza, a força, a inteligência... É isso o verdadeiro segredo da ressurreição.

O médico e os medicamentos
Quando um médico prescreve medicamentos aos seus doentes, será que ele lhes explica que o estado de espírito no qual eles irão tomá-los pode contribuir para a sua eficácia? Não, ele faz como se o ser humano fosse uma máquina que é preciso voltar a pôr em bom estado. Um bom médico, pelo contrário, indica também aos seus doentes as regras de vida e até métodos, exercícios, para eles fazerem, graças aos quais introduzirão em si mesmos o equilíbrio, a paz e a harmonia. E mesmo que esses métodos se revelem insuficientes, porque o doente está gravemente afectado, pelo menos ele terá empregue o tempo que lhe restava de vida em actividades benéficas. É isto o essencial: encontrar sempre a actividade benéfica à qual consagrar-se, pois nada fica sem consequências, se não for no mundo físico, pelos menos será no mundo psíquico, espiritual.

A transpiração - as trocas
Transpirar é muito bom para a saúde, mas a transpiração física não basta, e não fiqueis admirados por eu vos dizer que a alma e o espírito também devem transpirar. É o amor que faz transpirar a alma e é a sabedoria que faz transpirar o espírito. Evidentemente, há que compreender a palavra transpiração com um sentido muito amplo. A transpiração é o símbolo de uma troca perfeita que se estabelece entre o microcosmos (o homem) e o macrocosmos (o Universo). Fisicamente, estas trocas fazemse por intermédio da pele; pela pele nós eliminamos detritos e absorvemos energias. Mas, no plano subtil, essas trocas fazemse pela aura, que é a nossa pele espiritual. Portanto, quando eu digo que, tal como o corpo físico, a nossa alma e o nosso espírito também devem transpirar, refirome às trocas que nós devemos fazer, nos planos subtis, com a sabedoria e o amor divinos.

Uma chave: o amor
Amai e todas as portas se abrirão diante de vós. Parai, pois, de perguntar porque é que sois infelizes, porque é que tendes tantos revezes na vida... É muito simplesmente porque não tendes amor. Se tivésseis amor, nada vos resistiria, pois quando se tem amor não se fica inactivo, sem empreender nada. Alguém dirá: "Mas eu estou doente. - Isso acontece justamente porque não tem amor. (Mas que relação há nisso?) Se tivesse amor pela saúde, há muito tempo que ela teria vindo instalar-se. Se está doentes, é porque não ama verdadeiramente a saúde. É esta a resposta." Quando tiverdes amor por aquilo que é bom, por aquilo que é belo, e viverdes dia e noite com esse amor, nenhuma força do Universo poderá resistirvos, pois não existe nada acima do amor: foi o amor que criou o mundo e todas as forças obedecem ao amor. »

fonte: Fraternité Blanche Universelle

[Imagem: Don Li Leger, Poppy nine patch]

Posted by Lilia at julho 15, 2005 09:45 PM
Comments